PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

PG completa 10 meses do 1º caso da covid-19

Ponta Grossa

21 de janeiro de 2021 19:45

Afonso Verner


Relacionadas

Ônibus de PG operarão com 'horário de domingo'

Prefeitura de PG tira dúvidas sobre serviços de delivery

Autoridades fiscalizam mais de 130 estabelecimentos em PG

PG suspende aulas presenciais na rede municipal
Em vídeo, Elizabeth pede apoio popular no combate à Covid
Dupla agride jovem no centro de Ponta Grossa
Bispo sugere que missas sejam feitas somente online
Foto: Arquivo / aRede
PUBLICIDADE

Em 21 de março, Ponta Grossa registrou primeiro caso do novo coronavírus. Hoje já são mais de 16 mil casos positivos

Nesta quinta-feira (21) completam-se 10 meses desde o primeiro caso de covid-19 registrado em Ponta Grossa. Desde então, o município já registrou mais de 16 mil casos positivos, com 259 mortes e 6.411 recuperados. A pandemia da covid-19 mudou as relações sociais, com a suspensão das atividades escolares presenciais, fechamento de setores comerciais e alteração em diversos hábitos da população. 

Neste período, a cidade também se preparou para atender a demanda provocada pela pandemia. O Hospital Universitário (HU-UEPG), por exemplo, sempre foi uma unidade hospitalar de média e alta complexidade para toda a região dos Campos Gerais e, atualmente, se tornou unidade de referência para atender quase que exclusivamente casos da covid-19. 

Se o primeiro caso positivo do novo coronavírus da cidade chamou a atenção e, em certa medida, causou medo na população, com o passar do tempo a infecção pelo vírus foi sendo “normalizada”. Além dos problemas com a sobrecarga na saúde, o município também teve que enfrentar a realização de festas clandestinas e aglomerações em diferentes ocasiões. 

Dez meses depois do primeiro caso, Ponta Grossa se aproxima de ter infectado 5% da população  pela covid-19. Nesta quinta-feira (21), o boletim da Fundação Municipal de Saúde (FMS) notificou 276 novos casos e o município soma 16.271 casos confirmados desde o começo da pandemia. Além disso, Ponta Grossa contabilizou mais quatro óbitos confirmados pelo novo coronavírus. 

De acordo com o boletim, do total de 16.271 infectados há 6.411 recuperados (39% do total), além de outros 9.517 pacientes em isolamento domiciliar (58,4% do total), 51 pacientes em enfermarias (0,3% do total) e 259 novos óbitos (1,5% do total). Além disso há outros cinco óbitos a serem confirmados. 

Retorno das aulas pode estar comprometido

Com o avanço do número de casos positivos na cidade e também nas mortes causadas pela covid, o retorno das aulas na rede municipal de ensino deve estar comprometida em Ponta Grossa. O retorno às atividades estava agendado para o próximo dia 18 de fevereiro, mas pode ser cancelado diante da nova crescente de casos de covid. As aulas presenciais foram suspensas no município desde o dia 20 de março de 2020 e, desde então, o município tem usado a TV Educativa para transmitir aulas do ensino fundamental. 

Ocupação hospitalar preocupa

Dos 64 leitos clínicos disponíveis no HU-UEPG, 64 deles estão ocupados (taxa de ocupação de 100%) e dos 46 unidades de terapia intensiva (UTIs), 40 delas estão ocupadas (86% de ocupação). A altíssima taxa de ocupação do HU-UEPG forçou o Hospital a atender exclusivamente casos de covid-19, como também transferiu boa parte das demandas para outros hospitais, como o Pronto Socorro Municipal. 

PUBLICIDADE

Recomendados