PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Prefeitura tem até amanhã para sancionar ou vetar ‘kit-covid’

Ponta Grossa

12 de maio de 2021 18:39

Rodolpho Bowens


Relacionadas

Câmeras flagram acidente em avenida; veja vídeo

Homem recebe ‘voadora’ na área central de PG

PG recebe repasses de quase R$ 150 mi do Estado neste ano

Simepar alerta para geada em PG nesta sexta-feira
Homens são detidos após furto em loja na Vicente Machado
Advogada de PG é ‘espionada’ em banheiro de posto
Albergue de PG recebe o nome Maria Isabel Ramos Wosgrau
Prefeitura Municipal de Ponta Grossa. Foto: Arquivo/aRede
PUBLICIDADE

Resposta do Executivo deverá ser publicada em Diário Oficial; projeto de lei gerou ampla discussão na cidade ponta-grossense

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa (PMPG) tem até esta quinta-feira (13) para sancionar ou vetar o Projeto de Lei (PL) 035/2021 (clique aqui para mais informações), o qual fala sobre a distribuição de medicamentos no chamado ‘kit-covid’ para um possível tratamento precoce do coronavírus. A informação é da assessoria de imprensa do Executivo. A proposta foi aprovada em segunda discussão em 19 de abril e entregue à prefeita Elizabeth Schmidt (PSD) em 22 de abril – a representante tem 15 dias úteis para se posicionar sobre o PL (a data encerra amanhã).

A resposta do Executivo deverá ser publicada em Diário Oficial. Confira abaixo como cada vereador votou o projeto de lei em primeira discussão:

- Favoráveis: Adriana Jamier da Silva (SD); Daniel Anderson Fraccaro (PSD); Divonsir Pereira Antunes (PSD); Edelmar Pimentel (PSB); Ezequiel Marcos Ferreira Bueno (Avante); Felipe Ramon dos Passos (PSDB); Filipe Chociai (PV); Jairton Nicoluzzi (DEM); Jose Carlos Sahagoff Raad (PSL); Leandro Bianco (Republicanos); Leonilton Antonio Carneiro (PV); e Paulo Roberto Balansin (PSD).

- Contrários: Geraldo Stocco Filho (PSB); Izaías Salustiano (PSB); Joceméuri Corá Canto (PSC); Josiane Schade Kieras (PSOL); e Julio Francisco Schimanski Kuller (MDB).

Os vereadores Erick Camargo (PSDB) e Walter José de Souza (PRTB) não estavam presentes na sessão.

PUBLICIDADE

Recomendados