PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Sindicalistas acusados de desvio de R$ 2 mi se manifestam

Ponta Grossa

10 de junho de 2021 15:00

Rodolpho Bowens


Relacionadas

Clube Hípico de PG lança projeto social pioneiro no Brasil

Ponta Grossa ultrapassa 2.200 árvores plantadas em 2021

Jovem é preso vendendo droga na região central de PG

Programa prevê prazo para regularização de dívidas
Queiroga tem covid e ameaça vinda de Bolsonaro a PG
Cresol abre agência ao público nesta quarta-feira
Acidente entre van e dois caminhões fere 12 na BR-373
Fachada do Sindicato dos Empregados do Comércio de Ponta Grossa. Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Advogado de defesa reforça que “já está se municiando de documentos que confirmam a legalidade de todos os atos envolvendo” João Kieltyka e José Vanilson

Em 4 de junho, o Portal aRede noticiou que a 3ª Vara Criminal de Ponta Grossa acatou uma denúncia, do Ministério Público, contra os sindicalistas João Vendelin Kieltyka e José Vanilson Cordeiro, diretores do Sindicato dos Empregados do Comércio de Ponta Grossa. Eles seriam suspeitos de terem se apropriado de bens e valores da entidade no total de R$ 2.413.434,13. Sobre a situação, a defesa dos sindicalistas enviou uma nota afirmando que as denúncias não procedem e tudo seria de uma “acusação infundada”.

Ainda de acordo com o documento encaminhado pelo advogado João Maria de Goes Junior, a notificação “decorre de interesses políticos de quem pretende ascensão na Diretoria da já referida entidade sindical”. Por fim, a defesa reforça que “já está se municiando de documentos que confirmam a legalidade de todos os atos envolvendo” João e José.

Confira abaixo a nota na íntegra:

“Nos últimos dias, diversos veículos de comunicação, noticiaram que os Srs. JOÃO VENDELIN KIELTYKA e JOSÉ VANILSON CORDEIRO teriam sido denunciados por supostamente terem se apropriado de valores do Sindicato dos Empregados do Comércio de Ponta Grossa. Pois bem. 

A Defesa constituída por ambos informa que tanto o Senhor João Vendelin quanto o Sr. José Vanilson irão se pronunciar no processo e em momento oportuno. Aliás, registre-se que ambos não foram citados e que em momento algum foram sequer ouvidos (seja em Delegacia, na sede do Ministério Público ou em Juízo). Adianta-se ainda, que os fatos narrados na denúncia não procedem e que tudo inicia-se com uma acusação infundada. Aliás, acusação esta que decorre de interesses políticos de quem pretende ascensão na Diretoria da já referida entidade sindical. 

Vale o registro, de que junto ao processo judicial instaurado, a Defesa já está se municiando de documentos que confirmam a legalidade de todos os atos envolvendo os Senhores João Vendelin e José Vanilson junto à citada entidade sindical. Por fim, informamos que nos mantemos dispostos para eventuais esclarecimentos”.


Assunto semelhante:

Sindicalistas de PG são acusados por desvio de R$ 2 mi.

PUBLICIDADE

Recomendados