PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Câmara de PG aprova ‘Dia do Combate ao Feminicídio'

Ponta Grossa

29 de setembro de 2021 17:31

Rodolpho Bowens


Relacionadas

Posto da PRF em PG recebe Operação Pré-Verão 2021

Rottas oferece grandes promoções na Black Friday

Mesquita Imam Ali em PG é alvo de ataque

Família de PG pede ajuda para encontrar cadela desaparecida
Motorista fica ferido após tombar carro em Uvaranas
Acidente entre caminhão e moto deixa dois feridos em PG
Jovem é esfaqueado pela esposa na vila Quero-Quero
Luciane Aparecida de Ávila foi assassinada em 4 de dezembro de 2019. Foto: Reprodução/Redes Sociais.
PUBLICIDADE

Data será celebrada em 4 de dezembro, mesmo dia em que a professora Luciane Ávila foi assassinada por seu ex-marido Marcelo Ávila

A Câmara Municipal de Ponta Grossa (CMPG) aprovou em primeira discussão, na tarde desta quarta-feira (29), o Projeto de Lei (PL) nº172/2021, de autoria das vereadoras Adriana Jamier da Silva (SD), Joceméuri Corá Canto (PSC) e Josiane Schade Kieras (PSOL), que institui a data de 4 de dezembro como ‘Dia Municipal de Combate ao Feminicídio’ na cidade ponta-grossense. A proposta foi aprovada durante a ‘Sessão Ordinária’ do Poder Legislativo – assista na íntegra no vídeo abaixo.

De acordo com o PL aprovado em primeira discussão, a escolha da data se deve ao assassinato que aconteceu contra a professora Luciane Aparecida de Ávila, em 4 de dezembro de 2019, em frente à escola na qual lecionava. O PL das parlamentares cita que a sociedade civil organizada poderá promover campanhas, debates, seminários, palestras, entre outras atividades para conscientizar a população sobre a importância do combate ao feminicídio e outras formas de violência contra a mulher.

Na época, Luciane chegava para trabalhar, quando foi atacada por Marcelo Ávila, seu ex-marido. A vítima foi atingida por facadas e morreu ainda no local, dentro da ambulância. O crime foi cometido na frente de um dos filhos do casal, de oito anos. Outro homem que passava pelo local e tentou ajudar a vítima também foi ferido.

O PL, antes de ir para a votação em Plenário, passou pela Comissão de Legislação, Justiça e Redação (CLJR) e pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CECE). A proposta será debatida em segunda discussão, na próxima ‘Sessão Ordinária’. Se o PL 172/2021 for novamente aprovado, vai para a sanção ou veto da prefeita Elizabeth Silveira Schmidt (PSD).


Assuntos semelhantes:

Ezequiel pede prorrogação do vale-mercado em Ponta Grossa.

Câmara vota PL que cria dia de combate ao feminicídio em PG.

'CEI da Saúde' define Chociai e Ede como presidente e relator.

PUBLICIDADE

Recomendados